Diabo do meu ódio: 10 Motivos porque odeio Whatsapp

whatsapp_odeio_pelamordi_britney2007

Não é segredo: eu odeio whatsapp. Lá em meados de 2010, quando comecei a usar o aplicativo (ainda quando usava  um Nokia com teclado), eu curtia bastante utilizar. Eram poucos que usavam e as conversas eram mais objetivas. Com a “orkutização” da parada, não ter whatsapp hoje em dia é tipo “não ter e-mail” (lembra de 2000? “todo brasileiro merece ter um e-mail grátis”). Mas vamos lá, vim dividir um pouco do “diado do meu ódio” sobre o aplicativo e quem sabe vocês compartilhem da mesma sensação:

1) Estar 24h no ar: Seja 7h da manhã, durante a novela, durante a fofação e até nos fins de semana. Normalmente as pessoas pensam que você sempre estará disponível para bater aquele papo maroto ou responder aquela pergunta que ele facilmente acharia no Google. Ai de você não responder, ou pior: visualizar e não responder.

“E AÍ?”

2) Grupos Malditos do Inferno: Já tive briga pessoal quando sai de um grupo. Nunca fui uma pessoa que fica dando print e detonando os outros em grupos de whatsapp, LOGO, não faço questão de participar. Bem, sair de um grupo desse aplicativo pode dor no coração real de muitos amigos. O ideal é sempre “inventar um drama” e sair do grupo, sozinho ou acompanhado (nada como um acordo extra-grupal). Além disso, milhares de notificações e muitas conversas nada a ver, tipo Maricotinha falando com Zezinho coisas que o grupo todo não tem nada a ver. Cadê ética grupal?

“Vão se LASCAR”

3) Prints x Dedo Duro: Cada dia mais tudo que você diz é printado. E pior, isso vira argumento futuro ou até mesmo meme. Um local que deveria ser um bate papo de boa, pode virar também um território judicial-recalque-odioso-A-Favorita. Sempre existe um coleguinha dedo duro.

“Tá tudo no zazap…”

4) Todo contato é contato: Não importa se você pegou o telefone daquele fornecedor de quentinha em 2007 ou se apenas tem o número daquele ex-colega de faculdade que você só mantinha por pensar que “num futuro próximo pode precisar dele”, ele esta lá disposto a conversar. E volta e meia vem um “E ai, tudo bem? Lembra de mim” ou pior: “Segue os motivos para votar no meu candidato”.

“chibata, heim mano…”

5) Bloquear: Dê uma voadeira na costela da pessoa mas não a bloqueie no Zazap. Isso é ofensivo e pode terminar com amizades. No msn a bloqueada era linda, você só não aparecia online pra pessoa.

“Me bloqueou, queiridinha?”

6) Mundo corporativo: Seja em comunicação ou em qualquer diabo de área, todo mundo acha que grupo de Zazap é a solução para os problemas de comunicação interna. JAMAIS aceite isso. Diga que seu celular “bichou” mas não aceite isso. Você receberá trabalhos no domingo e depois do horário, enquanto estive esbravejando ódio contra seu chefe ou colega de trabalho. Não faz isso, mano.

7) Não existe ON e OFF: O botão mais genial inventado de todos os tempos não tem nesse aplicativo, volto a dizer: todos acham que você está 24h disponível. A única forma de estar “off” é deletado. Uma opção “invisivel” seria útil.

8) Interpretação de Texto: Grandes brigas começam no Whatsapp. Quem nunca ouviu recentemente “Tu nem sabe o que aquela KENGA me disse no zazap!”. A interpretação é livre e muitas vezes uma palavra dita “meio errada” pode virar uma bola de neve, especialmente para aqueles que resolvem ter D.R. no aplicativo. Recomento: se for conversar sério, ligue.

 9) Mesa de bar: Se tem algo que mais me deixa aborrecido é quando você está com alguém, ou até mesmo num grupo de amigos, e alguém está conectado numa conversa via telefone. Pior: e ainda ri. Acho ofensivo, acho grosseiro, acho fuleiragem.

“Larga sáporra!”

10) Vídeos “Engraçados”: Pior coisa do mundo é quando um coleguinha manda um vídeo “super engraçado meu deus do céu”, e você gasta seu 3G pra baixar e simplesmente é aquele video sem graça que você assistiu em 2010. Cadê emoji de avestruz com cabeça pra debaixo da terra?

Ufa. Desabafei. Mas ó, não nego também os benefícios de ter o aplicativo, começando pela economia (Deus abençoe o wi-fi) e também a praticidade de bater um papo rápido. Como qualquer coisa no mundo, nós humanos estragamos tudo. Usando com moderação e respeitando o espaço dos outros, Zazap chegou e não vai embora tão cedo.

O que vocês acham?