Vídeo: o que um publicitário leva na mochila + Natura manda brindes pro Pelamordi!

Demorou mas saiu, arranjei um tempo e finalizei hoje o segundo episódio da tag “What’s in my bag” (o que tem na minha bolsa/mochila), dessa vez eu revelo o que levo na minha gigante bolsa. Divirtam-se e comentem, viu?!

whats-in-my-bag---rafael-froner-outubro-2014---blog-pelamordi

Por conta do nosso primeiro vídeo “Whats in my bag” com Diego (assista aqui), a Natura entrou em contato conosco e nos ofereceu alguns produtos, alguns exclusivos e outros de renome, para testarmos e quem sabe também fazer parte dos ítens essenciais em nossas bolsas e mochilas. Como sei que vocês são bem curiosos, resolvi fazer um post para desvendar esses produtos (já testados pela nossa equipe):

FullSizeRender

A caixa veio recheada, com direito a água e até desodorante ecologicamente correto

IMG_1347

Desodorante corporal de Açaí, pro caboclo “evoluir na arena”. Delícia

IMG_1349

Água Crystal Natura e bolsa térmica ecológica: achamos chique

IMG_1355

Natura Chronos, para proteger o rosto do sol manauara

IMG_1358

Caixa do desodorante eco-compacto, 48% menos impacto no planeta

IMG_1361

Brinde super nossa cara: caixinha de som USB

IMG_1363

Toda a caixa, linda!

 

Como somos uma equipe super chibatosa, dividimos os produtos conforme o interesse de cada um. Alguns dos produtos como o shampoo e hidratante SOU não estão aí, mas foram super testados pela gente. Por sinal: já queremos o refil, o hidratante em especíal. É demais. Quero agradecer especialmente a querida Luana Ribeiro (Glammood), foi ótimo te encontrar e poder agradecer pessoalmente por esse brinde. Enorme abraço.

~tô cheiroso~

Advertisements

PelamordiVideo: descubra o que carregamos em nossas bolsas com o “What´s in my bag”

Saiu esta semana o nosso novo vídeo, um PelamordiVideo especial com a tag “What´s in my bag” (o que tem na minha bolsa), onde nosso colaborador Diego Toledano revela o que ele leva na sua mochila, dando algumas dicas e mostrando alguns segredos serelepes. Vale a pena conferir e se perguntar: o que eu levo na minha bolsa/mochila diariamente?

Pensando nisso, eu e Camila Henriques (também nossa colaboradora) resolvemos mostrar o que levamos nas nossas também. Ambos trabalhamos com comunicação e passamos grande parte do nosso tempo fora de casa. Saca só:

foto 2

Publicitário, leva 3 cadernos, cabos e antibióticos para recuperação de cirurgia de siso

foto 1

Jornalista, fã de Simpsons (carteira e caderno) e carrega sempre um livro

E aí, o que tem na sua bolsa?

Mostra, vai!

Nova parceria do blog: jóias Cryptanthus

Começou o ano e o blog precisava de novidades empolgantes, a primeira a ser revelada é a parceria com a grife de jóias Cryptanthus.

Quem acompanha a fanpage do blog já sabe que vivo divulgando as peças e ações promocionais da marca, volta e meia tem promoções e novas peças surpreendentes – que tenho a felicidade de ter algumas delas.

Jóias de prata criadas pelo botânico Anderson Santos

Fica aqui então a minha dica, para a turma que gosta de peças exclusivas e de qualidade, acompanhem o site oficial e a fanpage:


por Rafael Froner
@rafafroner

Oxique: O estilo rapper e um Criolo de sucesso

Hoje vamos de rimas rápidas, pouca melodia e muito discurso. Aumenta o volume do som e abre o guarda-roupa que hoje o estilo de se vestir é o Rap. E o cantor da vez é o Criolo, compositor da música de sucesso em 2011 – “Não existe amor em SP.”.
Saiba aqui no post Oxique como ser um rapper sem ser necessariamente ‘mano’ e um pouco mais sobre o cantor Criolo.


Na batida do Rap 

O rap geralmente é cantado e tocado por uma dupla (DJ – responsável pelos efeitos sonoros e MC – responsável pela letra cantada). Esse estilo musical que surgiu na Jamaica em 1960 com o nome de rhythm and poetry, significando ritmo e poesia.
No Brasil o rap teve um surgimento tardio, em 1986, e uma discriminação, pois as pessoas consideravam as letras das músicas violentas e tipicamente de periferia. Já na década de 90 o rapper ganhou as rádios com Racionais, Gabriel o Pensador e Chico Science & Nação Zumbi.

           
Leia mais sobre a história do Rap –Rap no Brasil e no mundo 

O estilo de rua    

O rap é um estilo completamente de rua, ou seja, urbano. Muito street e tem como referência fortíssima roupas mais largas e folgadas. Mas os rapper’s atuais, como Marcelo D2 e JayZ, andam mudando esse contexto e modernizaram o guarda-roupa.
 
Camisas grandes e folgadas passaram a serem compostas com calças mais rentes ao corpo. Gravatas foram incrementadas em looks, assim como o suéter começou a fazer parte desse guarda-roupa. Ternos passaram a serem usados em premiações, mas claro com um toque de estilo nos pés através de tênis, correntes e colares nos pescoços. Outra referência marcante desse estilo são os brincos.


O Street Wear  vai na direção contrária do visual arrumadinho, certinho. As roupas são largas, descombinadas, descomplicadas. Esse estilo tem o olhar voltado para a rua, para comportamentos e atitudes das massas. É o desejo do exclusivo, da criação de cada um, de impor seu estilo e sua marca pessoal.

Guarda-roupa rap: Jeans, camisas mais largas, boné’s, bandanas (lenços), tênis e correntes. Um estilo folgado, largo e despojado.

Criolo

Conhecido através do seu disco ‘Nó na Orelha’, Criolo (Kleber Gomes), de 35 anos, ganhou visibilidade e sucesso com a canção: ‘Não existe amor em SP.’.Seu disco já teve mais de 80.000 downloads e pode ser baixado no site do artista (www.criolo.art.br).
“O Criolo trouxe a bagagem do hip-hop para uma música mais popular”, afirma Daniel Ganjaman, produtor do último disco do artista em entrevista para a revista Veja

O rapper traz um apu­rado talento para o texto e fala de diver­sos temas, sem­pre com refe­rên­cias da cul­tura pop e um tanto de auto­bi­o­gra­fia. Em “Lion Man” dis­corre sobre a labuta de can­tor inde­pen­dente, e entre crí­ti­cas ao sis­tema atual, vai levando o ouvinte numa relei­tura do Hip Hop básico: rima cadente, batida unís­sona e vici­ante. Quando se arrisca a ousar den­tro do estilo, Criolo tam­bém se dá bem. (Leia mais sobre o álbum de sucesso – Nó na orelha


O rap do marginal ao cool

O rap hoje é cool e através de Criolo ganhou o status popular em 2011 e consagração com uma homenagem de Chico Buarque: “Era como se o camarada dissesse: ‘Bem-vindo ao clube, Chicão, bem-vindo ao clube’. Valeu, Criolo Doido! Evoé, jovem artista. Palmas pro refrão do rapper paulista.”.

Leia mais sobre a consagração de Criolo como artista do ano – A canção do rap

Na humildade o rap ganhou sucesso

O rapper Criolo que não sabe tocar nenhuma nota musical disse que isso não o impede de criar arranjos: “vou com humildade e peço licença e mostro como eu quero tal instrumento, falo que o contrabaixo vai assim, a bateria de outro jeito. Música é música antes de se ter linguagem. Eram só grunidos em músicas no rituais xamânicos. Não havia linguagem, mas o balbúcio”. (Entrevista para o site Terra).

Ainda não conhece Criolo?

Não existe amor em SP – Vídeo e música

Freguês da Meia Noite – Clipe mais

Mauricio Pascoal

@MauPascoal

Oxique: Inverno 2012 – Casa dos Criadores


O verão ainda nem cogitou ir embora, e na passarela da Casa dos Criadores o inverno já toma conta das temperaturas e das tendências da próxima estação.

Vem comigo que hoje o Oxique vai mostrar o que foi visto na 30ª Casa dos Criadores.

Casa dos Criadores
A Casa dos Criadores surgiu em 1997 com o objetivo de ser um novo espaço no mercado da Moda para os novos estilistas.

“Seu foco era a criação autoral genuína e a revelação de novos talentos que, a partir do evento, tivessem a oportunidade de impulsionar suas carreiras. Dessa iniciativa surgia um evento que se transformou, no decorrer de sua história, na principal e mais visível vitrine da criação da moda brasileira.” http://casadecriadores.uol.com.br/casa-de-criadores/

Novidades para o Inverno 2012
Não acredita que na moda masculina podem existir novidades? Pois passe a acreditar que as camisas podem virar camisetões, que as golas podem ser mais quadradas e com cortes diferentes, que a palheta de cores pode variar do laranja ao azul, e que as estampas podem vir com tudo do guarda-roupa feminino.

Estampas


Camisetões



Tricô

Moleton 



Casacos Acolchoados

Quer mais dicas? Quer mais sobre Moda Masculina? 
Mauricio Pascoal
@MauPascoal

Oxique: "Eu vou de Havaianas!


Tá calor e quero conforto.

Mas o que calçar?
Havaianas, todo mundo usa?
Sim. Todo mundo usa e todo mundo pode sair com a sua e ficar bem vestido.
Vem comigo que hoje eu to de Havaianas!

Havaianas, eu uso!
Essas sandálias ficam boas com quase tudo. Ficam boas para ir à praia, para ir à casa dos amigos, em churrascos, em clubes, em passeios, para ir às compras…
Combinam com bermudas, shorts, jeans, calças de algodão…
Enfim, combinam com tudo?
Isso mesmo. Basta saber usar e saber aonde ir calçando-as!
 
Since 1962
As havaianas foram feitas inspiradas na Zori (típica sandália japonesa com tiras de tecido e solado de palha de arroz), com uma única diferença em seu material que era de borracha para adequar-se ao clima tropical brasileiro.
Na década de 80 ter Havaianas era tão fundamental para o brasileiro que foi considerado como item da cesta básica.
Mas o sucesso no mundo só teve seu auge mesmo em 2002 quando Jean Paul Gaultier usou em seu desfile modelos calçando as sandálias brasileiras.


Você sabia?
O solado das Havaianas reproduz uma textura que lembra grãos de arroz.
Se todas as Havaianas do mundo fossem colocadas uma em frente à outra, elas dariam 50 voltas na Terra.

Fica a dica!
Aposte em produções básicas. Nada de exageros. Esse calçado presa pelo conforto, portanto sinta-se confortável na roupa também.
Bonés caem bem com havaianas.
Vale dobrar a barra da calça um pouco para não prender embaixo do solado do pé.

Nunca usar para ir ao trabalho, nem em momentos formais. Para jantar a noite, se não for em uma viagem turística ou não for em algum restaurante na beira da praia, melhor evitar!

Look 1

Look 2

Havaianas também é tênis
A coleção Havaianas Sneakers  são sapatos com solados emborrachados e materiais que vão do jeans ao veludo. 


Sempre prezando pelo conforto dos pés! Esses novos modelos surgiram com o objetivo de oferecer uma alternativa aos mercados que consomem o produto, mas possuem temperaturas baixas como os países do continente europeu.

As novas queridinhas!
O modelo de sucesso atual são as estampadas com imagens do Mickey. Isso mesmo. Todos querem uma Havaianas que remete a infância!



Sinta-se livre para usar Havaianas.
Permita-se ao conforto.
O básico é chique e é tendência em dias quentes.

Mais histórias? Mais curiosidades? Mais sobre esse calçado que ganhou os pés do mundo todo? Havaianas: curiosidades, inquietações e questões antropológicas – http://www.fashionbubbles.com/historia-da-moda/havaianas-curiosidades-inquietaes-questes-antropolgicas/

Até a próxima semana minha gente!

Maurício Pascoal
@MauPascoal

Oxique: Corte de cabelo "Militar/Retrô"

1, 2 ou 3?

Zero, certeza?
Vamos passar a máquina nesse cabelo?
Vamos deixar as laterais e a nuca mais baixas e o resto do cabelo maior?
Vamos de Militar ou Retrô?
 
Hoje o Oxique vem com novidades “cabelísticas” no que diz respeito ao que está em moda na cabeça dos homens. E tem isso também é minha gente? Sim, tem. E se você é um pouco observador, já deve ter reparado na rua os homens ou até amigos adeptos do cabelo raspado nas laterais e na nuca, mas na parte de cima maior.

Corte Retrô

O corte retrô é aquele em que o homem é um pouco medroso, pois sem ser muito radical ele é mais curto nas laterais e na nuca (nada de raspado), costeletas curtas, deixando volume apenas no topo da cabeça. É um retorno dos cortes masculinos dos Anos Dourados (década de 50 e comecinho de 60).
Foi feito para ser usado com gel ou pomada e combina com os homens mais certinhos e maduros. Pode ser dividido ao meio, penteado para trás ou com franja.

Corte Militar

O corte militar é o mais novo moderninho da balada. É o corte daquele homem que não tem medo, senta na cadeira do cabeleireiro e faz: “Passa a máquina um ai do lado e atrás. Mas nada de corta ai em cima!”.

É feito com a lateral e a nuca raspadas e a parte de cima maior. Pode ser usado para cima em uma espécie de moicano ou para o lado, para trás ou até com franja.

Dica de quem usa

Use bagunçado quando não tiver com paciência para sair arrumado. Por não ter volume nas laterais, fica bom bagunçado na parte de cima com aquele ar de displicência.
Mas se for preciso sair de casa mais arrumadinho a dica fica por conta das pomadas ou até do gel.
Mas se quer mesmo algo diferente, faz um moicano, coloca todo para cima sem medo de ser feliz!
Deixar a barba por fazer pode dar um ‘MAIS’ ao seu visual militar!
Fica a Dica: Se seu cabelo tiver muito volume, manda repicar para diminuir o excesso na parte de cima.


1, 2, 3 ou a 0?

O corte Militar ou Retrô é uma das tendências, na verdade, já virou moda nas ruas e promete continuar em alta no ano que vem. Então se você não for apegado ao seu cabelo e quiser dar uma diferenciada no visual, que tal ir ao salão e falar: “Passa a máquina aqui do lado. Isso, na lateral toda e na nuca também!”.

Mudanças são sempre interessantes e por que não começar pelo seu cabelo?


Quer mais dicas sobre moda masculina? Quer tirar dúvidas?
Mande e-mail com sugestões para o contatoxique@gmail.com


Até a próxima quinta-feira minha gente!


Maurício Pascoal
@MauPascoal