Dia das Crianças: Quais os brinquedos que mais marcaram a infância?

Neste dia das crianças resolvi fazer algo de diferente. Como sou muito ligado a minha infãncia e vivo “rebobinando” seja musicalmente mas principalmente quando falo sobre programas de tv, desenhos e filmes do passado, resolvi fazer um post especial para vocês.

Considero a infância uma das épocas mais importantes (Freud explica) da vida de qualquer pessoa, normalmente somos moldados nesse período e teremos lembranças marcantes pelo resto da vida dessa época. 

Resolvi chamar alguns amigos para saber quais os brinquedos que mais marcaram a infância deles. Confira as respostas cheias de boas memórias:

André Menezes
Criativa e Publicitária

Eu sempre tive muuuuiiitooooos brinquedos e detonava todos, mamãe me chamava carinhosamente de Destruidora de Brinquedos. Porém, o brinquedo que eu mais amava era um gravador k7 com microfone chamado Meu primeiro Gradiente. Apesar de ter muitos, o que eu nunca tive e sempre quis ter foi um KitFrit, era uma espécie de “grill” onde você colocava água num guéri, bombeava e a água ía pra chapa e fazia tipo barulhinho de fritura.”

Rafa Rezz
Dono da super cool Rezz Camiseteria

“Sem duvida meu brinquedo favorito, como o de muita gente foram os blocos de montar da Lego. Tinha aqueles baldes com trocentas peças, que foram durante muito tempo meus grandes amigos. Minha familia é bastante jovem e passava muito tempo com meus tios que eram adolescentes, lembro de passar o dia todo montado as coisas mais inusitadas com eles por perto ouvindo muitas coisas que até hoje ouço e que me deram base pra cultura musical. Era bem legal ficar brincando ao som de Duran Duran, Smiths, U2, A-HA,Legião Urbana, Paralamas e tantas coisas boas.

Agora um brinquedo que nunca tive era um Lango Lango, uns monstrinhos tipo fantoche que brigavam com umas luvas de boxe. Eu cheguei a ter um ciclope roxo. Fiquei com ele por umas duas ou três horas perde-lo numa barraquinha de pipoca, nunca esqueço disso. Minha mãe ficou furiosa com meu relaxamento que não me deu outro e logo depois de um tempo eles pararam de ser fabricados. Isso me causou um trauma jamais superado. Estrela prfv volte a produzi-los pra eu me curar!” 

Natalia Charchar
Estudante de Arquitetura e empreendedora da Linho Cortinas

“O brinquedo que mais me marcou foi a minha primeira bicicleta, eu tinha 3 anos de idade eu amavaaaaa aquela bicicleta com todo o meu coração. Já o que sempre quis ter mas nunca teve? na época foi o playstation 1 logo quando lançaram era muito caro e meu pai não queria comprar”.


Sheila Benjamin
Relações Públicas e Atendimento Publicitário



Não fui muito de brinquedo, principalmente se fossem coisas de casinha. Eu gostava era de música, tv, cinema, livro e revista. O que eu mais desejei não foi um brinquedo mas sim um eletrônico da época: um walkman de rádio e fita k-7 da Sony, especificamente o vermelho. O que mais marcou foi um palhaço que eu MORRIA de medo, mamãe não queria jogar e ficava dentro de um armário que eu evitava desesperadamente abrir. Tava na cara o que eu seria hoje. Nunca curti a Barbie, preferia a Suzy.”

Yann
Profissional criativo e cantor



Eu era uma criança bastante excêntrica e tive muitas fases. Do meu vício por carrinhos, Donkey Kong no Super Nintendo, e até mesmo quando resolvi me voltar pra meditação e ter um altarzinho com deuses hindus aos 8 anos (!). Agora, não lembro exatamente de um brinquedo, por sorte sempre fui muito afortunado de acabar tendo o que queria, porém quando eu tinha uns 7 anos eu fui numa feira de animais e vi uma cobra para vender. Fiquei enlouquecido querendo uma cobra de estimação. Lembro que segurei ela, feliz da vida. Cheguei a convencer a minha mãe a comprar a cobra, mas meu pai – muito sensato – acabou censurando a idéia. Até porque na época eu ja tinha cachorro, hamster, papagaio e uma tartagura que eu tinha comprado escondido com a minha irmã mais velha. Zoologico ja tava cheio.”

Relembrar a infância é bom, né? Agora, me falem vocês, queridos leitores: quais brinquedos mais marcaram a infância de vocês? Comentem!

Agradeço aos amigos que participaram do post, em breve teremos mais posts como este. E, feliz dia das crianças para todos!

por Rafael Froner